quinta-feira, 3 de agosto de 2017

VEJA COMO VOTOU A BANCADA PERNAMBUCANA SOBRE DENÚNCIA CONTRA TEMER

Blog da Folha


Acompanhe como a bancada de Pernambuco se posicionou em relação ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para que o presidente Michel Temer seja investigado por corrupção passiva.

A favor do pedido (11 votos)
André de Paula (PSD)
Betinho Gomes (PSDB)
Daniel Coelho (PSDB)
Danilo Cabral (PSB)
Gonzaga Patriota (PSB)
Jarbas Vasconcelos (PMDB)
Luciana Santos (PCdoB)
Pastor Eurico (PHS)
Silvio Costa (PTdoB)
Tadeu Alencar (PSB)
Wolney Queiroz (PDT)

Contra o pedido (13 votos)
Adalberto Cavalcanti (PTB)
Augusto Coutinho (SD)
Bruno Araújo (PSDB)
Eduardo da Fonte (PP)
Fernando Monteiro (PP)
Fernando Filho (PSB)
Jorge Corte Real (PTB)
Luciano Bivar (PSL)
Marinaldo Rosendo (PSB)
Mendonça Filho (DEM)
Ricardo Teobaldo (Podemos)
Sebastião Oliveira (PR)
Zeca Cavalcanti (PTB)

Ausente (1 voto)
João Fernando Coutinho (PSB)

segunda-feira, 17 de julho de 2017

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO CONSERVATÓRIO PERNAMBUCANO DE MÚSICA NO FIG

Blog do Ronaldo César

Responsável pela programação da Catedral de Santo Antônio, nos dias 21, 22, 23, 25 e 26 de julho – dentro da Programação do 27° Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), o Conservatório Pernambucano de Música (CPM) preparou uma agenda de shows especial e diversificada para agradar os ouvidos mais exigentes e encantar o público que estiver na Suíça Pernambucana. Este ano, a programação celebra os compositores brasileiros Heitor Villa Lobos e Tom Jobim que, se estivessem vivos, estariam completando respectivamente 130 anos e 90 anos.

 
“Mais uma vez levamos uma programação de altíssima qualidade para o festival. Esse evento anual, que realizamos na Catedral, é um dos pontos altos do nosso calendário. Ele permite mostrar o que de melhor temos no Conservatório, e também proporciona um diálogo com grandes nomes da Música Brasileira, a exemplo de Guinga, Toninho Ferragutti e Francis Hime, só pra citar alguns dos artistas deste ano. Entre nossas atrações, teremos o premiado grupo SaGrama e nosso Coro de Câmara, que conta com cerca de 40 vozes”, destaca a Gerente Geral do CPM, Roseane Hazin.

A reverência às obras de Villa-Lobos e Tom Jobim será feita em todas as apresentações programadas para a Catedral de Santo Antônio, com a execução de pelo menos uma música de algum dos compositores. Batizada de Conservatório no FIG, a série de shows será aberta no dia 21 de julho, às 16h30, com concerto da Orquestra de Câmara de Pernambuco, sob a regência do maestro José Renato Accioly, tendo como solistas os violonistas Guilherme Calzavara e Cláudio Moura, e a oboísta Roberta Belo. O compositor e violonista Carlos Althier de Sousa Lemos Escobar, o Guinga, é convidado especial da noite.

O repertório começará com o Prelúdio das Bachianas Brasileiras N° 4, de Villa Lobos. Em seguida, será executado o Concerto para Dois violões, Oboé e Orquestra de Cordas, do compositor, pianista e arranjador Radamés Gnattali.
 
Para encerrar a apresentação, a orquestra acompanha Guinga (voz e violão) na execução de seis composições de sua autoria: Valsa de Aniversário, Porto da Madama, Senhorinha, Saci, Odalisca e Meu Pai, arranjadas especialmente para a apresentação na Catedral.´
 
“O programa mergulha em raízes distintas da música brasileira. É como se fosse uma trajetória histórica de caminhos que a música brasileira tomou. Villa Lobos trabalhou com elementos das raízes da música brasileira. Radamés também bebe na fonte dele. E Guinga, mesmo sendo classificado como um artista popular, é um compositor vivo que nos honra com sua participação. A obra dele tem uma erudição incontestável”, ressalta o maestro José Renato Accioly.
 
Ainda no primeiro dia, às 21h, a Catedral de Santo Antônio será palco para a cantora e pianista Cida Moreira apresentar o show Soledade. A artista faz um mergulho em memórias pessoais, através das composições de autores que reverencia em sua trajetória artística. Estão no repertório músicas como A Última Sessão de Música (Milton Nascimento), Cajuína (Caetano Veloso), Hora do Almoço (Belchior), Recanto Escuro (Caetano Veloso), Preciso Cantar (Arthur Nogueira) e Querido Diário (Chico Buarque).
 
Até a quarta-feira, 26, passarão pelo Conservatório no FIG nomes como Francis Hime e Olívia Hime, Luiz Eça, Toninho Ferragutti, Bebê Kramer, SaGRAMA, Yamandu Costa e Libertango. “Serão duas apresentações por dia, às 16h30, e às 21h, sempre com atrações variadas e encontros bem especiais. Teremos na quarta-feira, por exemplo, o SaGRAMA recebendo o violonista Yamandu Costa como convidado, à tarde. É um encontro que promete agradar muito por promover esse encontro de artistas com sonoridades distintas”, comenta a Gerente Geral do CPM.
 
Todas as apresentações do Conservatório no FIG são abertas ao público, de acordo com a disponibilidade de lugares na Catedral de Santo Antônio.
 
Confira a programação completa:

Conservatório no FIG / Programação
Datas: 21, 22, 23, 25 e 26 de julho
Local: Catedral de Santo Antônio
 
21/07 (Sexta-feira)
16h30 – Orquestra de Câmara de Pernambuco
Solistas: Guilherme Calzavara, Cláudio Moura e Roberta Belo
Regente – José Renato Accioly
Convidado - Guinga
21h – Cida Moreira
 
22/07 (Sábado)
16h30 – Danilo Brito (bandolim) e Quinteto
21h – Francis Hime e Olívia Hime
 
23/07 (Domingo)
16h30 – Orquestra de Câmara de Pernambuco, Coro de Câmara do Conservatório Pernambucano de Música e Solistas.
Regente – José Renato Accioly
Convidado: Leonardo Neiva (SP)
21h00 – Concerto com Elyanna Caldas
Participação: Bozó 7 Cordas e Júnior Teles
 
25/07 (Terça-feira)
16h30 – Show Em Casa com Luiz Eça. Com Toninho Horta, Itamar Assiere, Mauro Senise, Ricardo Costa, Zé Renato e Igor Eça
21h00 – Toninho Ferragutti e Bebê Kramer
 
26/07 (Quarta-feira)
16h30 – SaGRAMA, Convidado – Yamandú Costa
21h – Libertango. Com Estela Caldi, Alexandre Caldi e Marcelo Caldi

CONTAGEM REGRESSIVA PARA O FIG 2017


sexta-feira, 14 de julho de 2017

REGULARIZAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS E URBANOS

Agência do Rádio

A regularização de terras e imóveis sem documentação agora tem novas regras. Com a sanção presidencial, o Programa Nacional de Regularização Fundiária vira realidade e torna mais ágil a emissão dos títulos das propriedades. A expectativa é de que cerca de 460 mil títulos rurais sejam distribuídos até 2018, e que mais de 150 mil famílias de baixa renda, que vivem em áreas da União, recebam o título definitivo da propriedade.

Os documentos vão possibilitar o acesso às políticas públicas destinadas aos agricultores rurais, como ao crédito com juros baixos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar e à Assistência Técnica e Extensão Rural, o que vai permitir fazer investimentos na cidade ou campo.

A população de baixa renda dos centros urbanos vai receber o título definitivo de propriedade, inclusive em casos de unidades habitacionais distintas construídas em um mesmo lote, situação conhecida como direito de laje. Para aqueles que não se enquadram nos critérios de baixa renda, a cobrança de taxas vai ser simplificada e oferecerá descontos, para evitar a inadimplência.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

VESTUÁRIOS PODEM TER TAMANHOS PADRONIZADOS

Foi aprovada pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviço da Câmara dos Deputados a proposta que define a padronização de vestuário no Brasil. O Projeto de Lei institui tamanho padrão de roupas infantis e adultas. A proposta, de autoria da deputada Soraya Santos, do PMDB do Rio de Janeiro, visa evitar que o consumidor fique confuso na hora de comprar, já que cada fabricante de roupa pode definir as medidas correspondentes às suas peças. Para o deputado Marcos Reategui, do PSD do Amapá, a medida pode trazer prejuízos para o setor de vestuário. Ele, que foi relator da proposta, rejeitou o Projeto de Lei. Na avaliação do deputado, o Projeto de Lei não deve ser aprovado. Para ele, a medida prejudicará o Brasil.

A proposta tramita em caráter conclusivo e ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. Caso o projeto seja aprovado, caberá ao Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, o Conmetro, regular os procedimentos e publicá-los 180 dias após a lei entrar em vigor.