quinta-feira, 24 de abril de 2014

IZAÍAS MENOSPREZA POTENCIAL ELEITORAL DE ROSA E INICIA RETALIAÇÕES


No último dia 03, ao comunicar ao prefeito Izaías Régis (PTB), sua intenção de disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa de Pernambuco, a vice-prefeita de Garanhuns, Rosa Quidute (PT), ouviu do prefeito as seguintes palavras: "você não poder ser candidata, pois foi eleita para ser minha vice; além do mais você pensa que tem voto, mas não tem; vai ter uns dois mil, e só".

Mesmo tendo sido menosprezada, Rosa continua com seu nome colocado como pré-candidata a deputada estadual, não assumiu a prefeitura na última viagem de Izaías, pois isso impediria sua candidatura e agora começa a sofrer as consequências.

Esta semana o carro do município que estava à sua disposição foi retirado por determinação do prefeito. Também já recebeu o recado de que, se continuar com a ideia de ser candidata, todas as pessoas ligadas à ela, que hoje estão na prefeitura, serão demitidas.

O prefeito voltou com a gota serena.

E agora Dona Rosa?


EM NOTA, PREFEITA DE ARCOVERDE JUSTIFICA APOIO A CÂMARA

Blog do Magno Martins


Em nota oficial, a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PTB), confirma seu apoio ao candidato do PSB a governador, Paulo Câmara, e enumera as razões pelas quais tomou a decisão. Veja abaixo a íntegra:

"A decisão que tomamos de apoiar as postulações eleitorais do ex- governador Eduardo Campos e de Paulo Câmara, além de Fernando Bezerra, respondem a um sentimento de que estamos cumprindo os compromissos assumidos com a população de Arcoverde de lutar por melhorias estruturais para a nossa cidade.

No primeiro ano de Gestão, tivemos muitas dificuldades em razão da diminuição dos recursos de transferências obrigatórias da União e com a falta de emendas federais expressivas para atender aos interesses imediatos da cidade e da população.

A nossa administração tem um planejamento com prioridades que foram definidas ouvindo a população. O importante do Planejamento é estabelecer as condições para que a cidade possa se beneficiar da atual fase de investimentos existentes em Pernambuco de modo a garantir, definitivamente, às condições do desenvolvimento sustentável local.

A administração da cidade está organizada, estamos cumprindo a nossa parte, em um grande esforço de requalificar a educação e a saúde do município, além de continuar melhorando a infraestrutura urbana e a cultura em todas as dimensões.

No entanto, seriam necessárias novas obras e ações estruturadoras para que Arcoverde não perdesse o caminho de seu desenvolvimento. Nessa direção, procuramos apresentar ao Governo do Estado novos projetos que estavam em nosso Plano de governo e no PPA do Município.

Com os projetos em mãos, sem nenhuma discriminação partidária, as obras foram surgindo com o apoio direto do governo do Estado.

Arcoverde ampliou sua inserção regional com a implantação das Faculdades de Direito e de Odontologia da UPE; a Escola Técnica (uma aspiração de 20 anos) está quase concluída e deverá começar as aulas em ainda com Governo João Lyra.

A UPA- especialidades, recentemente inaugurada por Eduardo Campos, foi uma reivindicação que reforçará, em muito, o nosso sistema de Saúde. O reforço do sistema de abastecimento d’água está em fase de conclusão da segunda Adutora de Jatobá, que deverá aliviar uma grande carência de nossa cidade até a chegada da adutora do Agreste.

Outras ações importante de infraestrutura urbana estão sendo realizadas através do FEM. O município está garantido recursos para executar a primeira etapa do Parque linear da Cidade, que transformará sensivelmente a feição urbana local, faltando agora esperar que o IPHAN se sensibilize na concessão do direito de construir, considerando que todos os parâmetros de preservação estão assegurados.

Nesse sentido, cabe ainda mencionar o apoio do Governo do Estado para um amplo programa de Urbanização e drenagem nos bairros populares que diminuirá, em muito, o déficit de ruas sem urbanização na cidade.

Isso, sem falar no aumento da área verde do município com a viabilização de Projetos de construção de Praças em lugares estratégicos. Cabe destacar ainda, o apoio a melhoria das condições de trabalho e de saúde para dezenas de feirantes com a requalificação da importante feira do São Cristóvão, espaço que é estratégico para a cidade.

A nossa experiência como administradora nos indica que as propostas de Eduardo Campos e de Paulo Câmara são adequadas para as necessidades atuais de Arcoverde, Pernambuco e Brasil.
Finalmente, queremos ressaltar que manteremos os compromissos com os nossos aliados locais, apoiando com dedicação às candidaturas de Zeca Cavalcanti e de Júlio Cavalcanti, respectivamente candidatos a deputados Federal e Estadual. Dois filhos da nossa terra, que lutaram e lutam ao nosso lado pelo desenvolvimento econômico da Capital do Samba de Coco.

O que muda agora é que cada um terá o seu candidato a presidente, governador e senador, mas o nosso grupo permanece firme e unido com a convicção, que trabalharemos juntos por um Arcoverde cada vez melhor.

Maria Madalena Santos de Britto.Prefeita de Arcoverde."

CONVERSA DE RUA


Depois de saber que o ex-deputado federal Pedro Corrêa, condenado no processo do MENSALÃO e que cumpre pena em Canhotinho-PE, vai receber três salários mínimos como médico radiologista, no Centro de Saúde Armando de Queiroz Monteiro, de propriedade do prefeito Izaías Régis, um ouvinte da Manhã Total me ligou para lembrar que com essa contratação, o prefeito cumpre a promessa de gerar empregos em Garanhuns.

JUSTIÇA AUTORIZA PEDRO CORRÊA A TRABALHAR COMO MÉDICO RADIOLOGISTA EM GARANHUNS

Blog de Jamildo
Quatro meses depois de ter sido preso na Ação Penal 470, popularmente conhecida como mensalão, o ex-deputado federal Pedro Corrêa, 67 anos, recebeu a autorização para trabalhar como médico radiologista. Ele vai atuar em uma clínica em Garanhuns, cidade próxima ao local onde cumpre pena no Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho. O pedido foi concedido pelo juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais, Luiz Rocha. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (23).
A autorização do juiz permite que o condenado trabalhe um expediente de segunda a sexta, das 8h às 17h30. Aos sábados, das 8h ao meio-dia. Ele vai atuar em um clínica particular, de propriedade do prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB). A clínica se chama Armando Queiroz Monteiro.
Um dos pontos mais polêmicos do processo – o uso de tornozeleira pelo reeducando – foi negado pelo juiz. Apesar de os advogados do ex-deputado terem solicitado que o equipamento fosse dispensado, devido ao constrangimento em portar a peça, o juiz alegou que não há exceções para réus que cumprem pena em regime semiaberto.
As outras duas solicitações da defesa do ex-parlamentar – liberação para cursar uma pós-graduação em Garanhuns e permissão para visitar a família – foram parcialmente aceitas. O juiz não permitiu que ele retomasse os estudos, mas Pedro Corrêa ganhou direito a saídas temporárias, até o limite de 35 dias por ano, e por até sete dias consecutivos.

quarta-feira, 23 de abril de 2014

QUEM VAI RESTAURAR?



Aí está mais um prédio na Av. Santo Antônio, esquina com a Rua Dom José, que também deveria ser recuperado e receber uma nova pintura.


MULTIPLICAÇÃO

Blog do Magno Martins

Deu em Ilimar Franco, de O Globo: “Candidato a presidente por uma coligação que, por enquanto, tem apenas o PSB e o PPS, os aliados de Eduardo Campos dizem que não se deve subestimar sua capacidade de construir maiorias parlamentares. Lembram que nas eleições de 2006, elegeu-se governador em Pernambuco coligado com apenas cinco partidos, que fizeram 10 deputados federais (de 25) e 13 deputados estaduais (de 49)”.

Após a posse de Eduardo em 2006, a base governista inflou, pulando para 16 federais e 32 estaduais. Já na reeleição, em 2010, sua coligação reuniu 15 partidos (PSB, PT, PTB, PP, PR, PDT, PSC, PCdoB, PSL, PSDC, PHS, PTC, PRP, PRB e PTdoB). A coligação elegeu 40 estaduais, 20 federais e dois senadores. Com isso, o socialista reinou por dois mandatos sem oposição. 

terça-feira, 22 de abril de 2014

NÃO AO ABORTO

Blog do Magno Martins

Temas como aborto, casamento gay e legalização da maconha são tratados de forma superficial ou na maioria das vezes evitados pelos políticos, principalmente em campanha. São raros os que assumem verdadeiramente o que pensam e praticam.
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso assumiu, certa vez, já ter fumado maconha e é favorável à sua descriminalização. O próprio FHC se declarou ateu também, embora tenha recuado depois diante da reação negativa da Igreja.
A própria Dilma também, mas depois seguiu o exemplo de FHC e pediu perdão aos católicos. Candidato a presidente, o ex-governador Eduardo Campos assumiu corajosamente a sua posição contra o aborto.
A Igreja Católica tem um site – apologética católica – que relaciona os políticos favoráveis ao aborto e pede para que evitem votar nos referidos políticos.
Entre os pernambucanos aparecem no portal católico os políticos com mandato Fernando Ferro, Pedro Eugênio, Sílvio Costa e Inocêncio Oliveira, além do vereador Raul Jungmann, da bancada do PPS no Recife.
Inclui também os que já não têm mais mandato, como Ana Arraes e Maurício Rands. Não há um só segmento cristão que aceite a prática de aborto, porque é o que está em jogo é a interrupção de uma vida.
Ao ser abordado sobre a temática em São Paulo, Eduardo foi objetivo: “Como cidadão, minha posição é a posição de todos, não conheço ninguém que seja a favor do aborto. A legislação já prevê os casos em que é permitido o aborto, não vejo motivos para alterar a legislação. Como cristão, como cidadão, como pai de cinco filhos, a minha vida já responde a sua pergunta”.
Além de todos esses motivos elencados, Eduardo não poderia contrariar sua vice Marina, evangélica, que já assumiu por diversas vezes em público sua posição ortodoxa contra qualquer iniciativa ou movimento que pregue a legalização do aborto.

ESTRADA ABANDONADA

Blog do Magno Martins

O abandono da BR-232 no trecho duplicado do Recife a Caruaru chamou a atenção de muita gente que se deslocou para curtir o feriadão no Interior. Já no trecho de Cruzeiro do Nordeste a Custódia, que virou pó, a cena mais comum era a troca de pneus perdidos nas crateras.

O EFEITO DILMA

Blog do Magno Martins

Com um feeling político invejável, o prefeito de Belo Jardim, João Mendonça (PSD), foi ouvido pelo blog sobre as razões de Dilma cair e nenhum candidato da oposição subir. 'Por enquanto, Dilma está perdendo para ela própria, porque o povo está focando ela e o seu governo. Quando a população voltar às atenções para o período eleitoral, de onde está distante, a presidente perderá para os adversários e aí não haverá mais retorno”, avalia.

PREFEITO DE GRAVATÁ ESCLARECE APOIO A PAULO CÂMARA

Blog do Magno Martins


Filiado ao PTB do senador e pré-candidato ao Governo de Pernambuco, Armando Monteiro Neto, o prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano, causou polêmica na política estadual ao anunciar, na semana passada, seu apoio a Paulo Câmara (PSB), pré-candidato de Frente Popular e principal adversário do representante do seu partido na disputa ao Palácio do Campo das Princesas.
De acordo com a carta aberta à população gravataense, publicada pelo próprio gestor municipal, o principal motivo do não comprometimento com a pré-candidatura de Armando Monteiro se deu pela falta de investimentos federais na cidade.

Tendo em vista o ingresso do petebista na campanha à reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT), o caminho mais natural a ser seguido, segundo o prefeito, foi apoiar o candidato do ex-governador Eduardo Campos (PSB), que, nas palavras de Bruno Martiniano, foi o responsável direto por grandes obras executadas no município, tais como a reforma do Hospital Paulo da Veiga pessoa e a pavimentação da rodovia PE-87.
Leia, na íntegra, a carta de apoio de Bruno Martiniano a Paulo Câmara:

“Tendo em vista as recentes especulações, tratando de meu apoio ao pré-candidato a governador, o socialista Paulo Câmara, decidi trazer à população gravataense os motivos que justificam nosso engajamento nesta causa, que é a melhor para o Brasil, para Pernambuco e para Gravatá.

Durante o exercício de 2013, percebemos uma grande queda nos repasses de recursos federais para os municípios, queda esta que vem se perpetuando em 2014, e mesmo com os esforços dos prefeitos em diversas frentes, não foi possível, em 15 meses de tentativas, rever esta política do Governo Federal que vem sufocando as administrações municipais.
No contraponto, assistimos um franco crescimento da economia estadual, com desenvolvimento perceptível em saúde, educação, no segmento industrial e comercial, este refletindo no crescimento contínuo do ICMS e dos índices sociais no estado.
Posso citar ainda a proposta do ex-governador e futuro presidente do Brasil, amplamente divulgada, que traz para o campo da realidade a discussão sobre o Pacto Federativo, que pretere os municípios na distribuição do bolo de recursos. Considero a proposta de Eduardo Campos séria, comprometida com os municípios e melhor para o Brasil, para Pernambuco e para Gravatá.

Na busca por apoio do Governo Federal, diversos projetos foram formatados com o intuito de conseguir recursos para executar obras de importância para Gravatá, que trouxessem um crescimento estruturador, mas, também não estamos tendo sucesso nesta frente, apesar de todos os esforços compreendidos. Mesmo com atenção máxima aos procedimentos e burocracia exigidos, sem causa aparente, estamos perdendo os recursos já empenhados, como a implantação do atendimento em especialidades médicas em Gravatá, que teve o empenho anulado sem promessa de novos pleitos.
Posso registrar que municípios menores foram contemplados com mais recursos, e que esses recursos estão sendo repassados aos municípios, muito diferente do que acontece conosco, em Gravatá. Nesta esteira, mais uma vez contraponho com a atitude do governo estadual, reconhecendo que pela ação direta do deputado Waldemar Borges, foi autorizada a reforma do Hospital Paulo da Veiga Pessoa, custeada 90 % com recursos do estado e que está em fase de liberação dos recursos, traduzindo uma política verdadeira e de apoio, melhor para o Brasil, para Pernambuco e para Gravatá.

Não tivemos a oportunidade de receber uma só obra nova custeada com recursos federais, apenas estamos executando lentamente uma obra que vem da gestão anterior e que não se conclui pela falha no projeto herdado da administração federal, com diversas omissões e falhas de projeto, já discutidos amplamente inclusive em programas de televisão de audiência nacional.
O governo estadual entregou o Parque da Cidade, entregou a Escola Técnica Estadual e se comprometeu a fazer a regularização das rodovias e ruas do município e em finalizar a pavimentação da PE-87, que liga o Centro de Gravatá aos distritos de Mandacaru e Uruçu. Melhor para o Brasil, para Pernambuco e para Gravatá.

No campo da governabilidade, trabalhamos uma ampla reunião de forças, abrindo a discussão com os vereadores, suplentes de vereador, lideranças comunitárias, pessoas ligadas aos sindicatos e todos os que compõem nosso grupo político, promovendo a discussão com todo o grupo e observamos uma clara tendência ao grupo socialista, quase que sempre motivada pela ausência dos trabalhistas nos eventos do município, no cotidiano das atividades sociais e políticas desenvolvidas.
Em clara demonstração de uma atitude de interesse com os que fazem o município de Gravatá, tivemos a presença permanente do então governador Eduardo Campos, junto com todo o seu grupo técnico e político, em mais uma atitude que não discriminou o povo de Gravatá, não trouxe prejuízos, pelo contrário, enriqueceu nosso grupo e fortaleceu nossos atos, sendo muito melhor para o Brasil, para Pernambuco e para Gravatá.

Sou representante deste povo, que admiro, respeito e sirvo. Recebi da maioria da população gravataense a incumbência de fazer nossa terra crescer e se desenvolver, e para conseguir isso sou impulsionado a buscar as melhores condições de trabalho e de apoio para cumprir meu objetivo. Não vou falhar nesse trabalho, não vou me omitir nesse compromisso, preciso sempre buscar e oferecer o melhor para Gravatá, para Pernambuco e para o Brasil.

Com muita satisfação, caminho junto dos amigos de Gravatá: Eduardo Campos, Paulo Câmara, Fernando Bezerra Coelho e Waldemar Borges.

Bruno Martiniano (PTB).
Prefeito de Gravatá.”

domingo, 20 de abril de 2014

POR QUE EDUARDO CAMPOS SE MUDOU PARA SÃO PAULO





NA ESTRADA Eduardo Campos. Ele quer conquistar um eleitor que gosta de candidatos caseiros (Foto: Clemilson Campos/JC Imagem/Folhapress)


A tradicional família Arraes está representada em São Paulo por uma ponte no bairro da Penha e por uma escola encravada na favela de Paraisópolis. Ambas se chamam Miguel Arraes, em homenagem ao advogado e economista que se tornou um dos principais líderes políticos do Nordeste no século XX. A ligação dos Arraes com São Paulo não vai muito além disso. A partir desta semana, a família estreita significativamente seus laços com os moradores da metrópole. Eduardo Campos, pré-candidato a presidente pelo PSB, passa a morar num pequeno apartamento em São Paulo, perto do aeroporto de Congonhas.

Campos é neto de Arraes e seu herdeiro político. Ele entregou o cargo de governador de Pernambuco, que ocupou por sete anos e três meses, na sex­ta-feira, dia 4. Deixou a chave do Palácio das Princesas com o vice, João Lyra. Depois de passar uma semana descansando com a mulher, Renata, e com os cinco filhos do casal, Campos espera oficializou a pré-candidatura a presidente na segunda-feira (13), em Brasília. Logo depois, se mudou para São Paulo. Num primeiro momento, sozinho. Depois, levará a família inteira.

A decisão de mudar a base eleitoral para São Paulo foi estratégica. Além de ser o maior colégio eleitoral do Brasil, São Paulo é um desafio para o PSB. O Estado, berço do PT, é governado pelo PSDB desde 1995, quando a polarização entre petistas e tucanos começou a aumentar nas disputas eleitorais. Segundo os cálculos do PSB, Campos terá de quebrar essa polarização em São Paulo se quiser chegar ao segundo turno. Portanto, é natural que ele concentre suas agendas e algumas ações de campanha em São Paulo, onde vivem 22% do eleitorado.

Campos procura também um local na capital paulista onde possa montar um estúdio para gravar os programas do horário eleitoral gratuito. Existe até a possibilidade de, num segundo momento, ele se mudar para uma casa maior, onde essa estrutura possa ser montada. Campos e família morariam, assim, dentro do próprio Q.G. eleitoral. Em São Paulo, o PSB também cogita montar o centro responsável pela campanha na internet. A Rede, o partido de Marina Silva coligado a Campos, mantém seus serviços de mídia digital na capital paulista. Toda essa estrutura deverá ser administrada por um pool de marqueteiros, já que Campos não pretende escolher um único nome para a função. No esforço para conquistar São Paulo, ele não pretende descuidar de sua base – o Nordeste. Quer visitar a região a cada 15 dias, pelo menos.

O Sudeste e o Sul são os redutos a conquistar. Nas últimas eleições, Dilma Rousseff perdeu no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. Isso significa que esses Estados podem pender para quem apresentar a melhor proposta oposicionista. Para Campos, morar perto do aeroporto de Congonhas fará diferença. Ao lado de Marina, ele planeja percorrer os maiores colégios eleitorais do país. A maior parte dessas cidades fica nas regiões Sudeste e Sul, onde a presença do PSB também é menor se comparada à força do partido no Nordeste.

Marina será a encarregada, segundo o PSB, de “apresentar Campos” aos eleitores do Sul e do Sudeste, onde ela foi bem votada em 2010. Ela será especialmente importante para conquistar um eleitor mais à esquerda, que costumava votar no PT, mas se desiludiu após os inúmeros casos de corrupção envolvendo o partido. A dupla fará críticas à capacidade de Dilma Rousseff como gestora (um assunto caro a Marina, que saiu do governo ao divergir dela) e à crise da Petrobras. “Não há como não tocar nesse assunto”, diz o deputado Beto Albuquerque (PS­B-RS). Campos tem batido no tema em suas aparições públicas, e o assunto também foi abordado, há duas semanas, no programa de TV em que Campos e Marina apareceram juntos. Os dois buscam afinar o discurso. A coordenação da campanha será a quatro mãos, com uma dupla formada por um integrante do PSB e outro da Rede. A coordenação executiva será dividida entre Carlos Siqueira, pelo PSB, e Bazileu Margarido, pela Rede.


Esta será a primeira eleição, desde a redemocratização, em que nenhum dos principais candidatos fez carreira em São Paulo. As outras mostraram que o eleitor paulista gosta de nomes caseiros. Na eleição de 1989, Paulo Maluf teve votação expressiva no primeiro turno – perdeu por décimos para Fernando Collor de Mello. No segundo, apoiou Collor, e esse apoio foi decisivo para a vitória dele. Nas eleições seguintes, venceram Fernando Henrique Cardoso e Lula – dois políticos com carreira construída em São Paulo, que começaram a carreira juntos, distribuindo panfletos em greves no ABC. Em 2010, Dilma ganhou – mas, em São Paulo, a vitória foi de José Serra, paulistano nascido no bairro da Mooca e torcedor do Palmeiras.
Campos, pernambucano e torcedor do Náutico, quer herdar esse eleitor caseiro. Ele sabe que cruzar a esquina da Ipiranga com a Avenida São João pode ser um atalho decisivo para chegar ao endereço mais cobiçado pelos políticos – o Palácio do Planalto.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

JEJUAR OU COMER?


Ainda era madrugada quando os vendedores ambulantes de coxinhas, pastéis, espetinhos de carne e cachorro-quente chegaram ao Alto do Magano e começaram a se preparar para matar a fome dos participantes da Via-Sacra.

Uma multidão estimada em 15 mil pessoas subiu a ladeira e as vendas superavam as expectativas até que o Bispo Diocesano Dom Fernando Guimarães, pediu que os fiéis se abstivessem de carne nesta sexta-feira da paixão, se dedicando ao jejum e oração.

Um verdadeiro balde água fria nos planos dos vendedores. Quantos fiéis atenderam ao pedido de Dom Fernando? Quantos espetinhos, coxinhas, pastéis e hot-dogs foram vendidos depois da recomendação?

PRÉDIO ANTIGO DA AVENIDA SANTO ANTÔNIO É RESTAURADO



Dizem que no primeiro andar do prédio localizado na Av. Santo Antônio, esquina com a Travessa Santos Dumont, funcionará um escritório.

Sempre achei que o espaço daria um bom restaurante, com seus janelões oferecendo uma ótima vista para a avenida.

Mas, seja o que for, o importante é que o imóvel vem recebendo uma nova pintura - muito bonita - e o espaço interior também vem sendo recuperado, com forro em pvc e piso de cerâmica. Até mesmo um painel em azulejo, com a imagem de Santo Antônio, recebe atenção.


Sempre achei que o espaço daria um bom restaurante, com seus janelões oferecendo uma ótima vista para a avenida.

Parabens pela iniciativa e bom seria que o mesmo acontecesse em outros prédios do centro da cidade de Garanhuns que há anos estão abandonados.



quinta-feira, 17 de abril de 2014

VAI VIAJAR? CONFIRA SEIS DICAS PARA MELHORAR A SEGURANÇA DA SUA CASA


Para evitar uma surpresa no mínimo desagradável pós-feriadão, as famílias que pretendem viajar na Semana Santa devem tomar cuidados que ajudam a proteger suas residências da investida de bandidos. Atitudes simples, como trancar portas e janelas, não deixar luzes acesas e equipamentos de som ligados, já ajudam a melhorar a segurança das casas segundo a Polícia Militar de Pernambuco.


01 - Não dê muito alarde se for viajar; seja discreto ao sair e deixe seu telefone de contato com um parente ou vizinho de sua confiança

02 - Ao sair de casa, é importante que as trancas e fechaduras estejam em bom estado para, assim, as ações de criminosos serem dificultadas

03 - Não deixar os cadeados do lado de fora das portas e portões também é outra sugestão, já que deixá-los à mostra demonstra que o morador não está na residência

04 - Serve também de alerta aos cidadãos que não é aconselhável deixar as luzes das residências acesas por muito tempo, pois é fator determinante para apontar que a casa está vazia, já que durante o dia a luz acesa acusa a ausência de pessoas

05 
- Melhore a segurança de sua residência instalando dispositivos que dificultem a ação dos marginais, verifique as portas, as janelas e os locais vulneráveis

06 - Não deixe visíveis ferramentas, escadas e outros objetos que possam facilitar a entrada de estranhos.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

CHARGE


AGENDA DA RADIOLA DE FICHA - 11 A 13 DE ABRIL



DIA 11 - SEXTA-FEIRA - 22 HORAS - TERRAÇO - GARANHUNS-PE

DIA 12 - SÁBADO - 11 HORAS - PROGRAMA RADIOLA DE FICHA - MARANO FM

DIA 13 - DOMINGO - 12 HORAS - GIVA BALNEÁRIO - TEREZINHA-PE

quarta-feira, 9 de abril de 2014

RECEITA VAI COMEÇAR A PAGAR RESTITUIÇÃO EM 16 DE JUNHO

UOL

A Receita Federal vai começar a pagar a restituição do Imposto de Renda 2014 no dia 16 de junho, de acordo com informações publicadas no Diário Oficial da última segunda-feira (7). A restituição será feita em sete lotes, entre junho e dezembro deste ano.

As restituições serão depositadas na agência bancária indicada pelo próprio contribuinte na declaração do imposto de renda. A distribuição vai ser feita dando prioridade para pessoas com mais de 60 anos. Em seguida, a restituição será paga seguindo o critério de ordem de entrega.

Para receber as restituições por este calendário, o contribuinte não pode ter caído na malha fina, ou seja, a declaração deve estar regular.
 
Veja o calendário das restituições:

1º lote: 16 de junho de 2014

2º lote: 15 de julho de 2014

3º lote: 15 de agosto de 2014

4º lote: 15 de setembro de 2014

5º lote: 15 de outubro de 2014

6º lote: 17 de novembro de 2014

7º lote: 15 de dezembro de 2014

domingo, 6 de abril de 2014

SBT CEDE A PRESSÃO E AFASTA RACHEL SHEHERAZADE DO AR

UOL

Pressionado por comissões parlamentares e pela ameaça de perder mais de R$ 150 milhões em verbas publicitárias governamentais, o SBT decidiu retirar --ao menos temporariamente-- a âncora e comentarista Rachel Sheherazade do ar.

A desculpa oficial da emissora é de que a jornalista está em férias, mas isso não é verdade. Sheherazade já havia tirado suas férias em janeiro, quando viajou a Paris.

O SBT também está sob investigação pela Procuradoria Geral da República, por suposta apologia ao crime.

Rachel ficou na berlinda em fevereiro, quando justificou a ação de uma milícia no Rio que acorrentou um suposto infrantor a um poste. Embora boa parte dos comentários tenham sido favoráveis à jornalista, a opinião caiu pessimamente entre grupos de direitos humanos.

Oficialmente, o SBT afirma que ela voltará ao trabalho no próximo dia 14 de abril. No entanto, no final de março, a própria jornalista comentou que seus dias na TV "estão contados".

NOVA CENTRAL SINDICAL ANUNCIA APOIO A PAULO CÂMARA

Blog da Folha

O pré-candidato ao Governo de Pernambuco pelo PSB, o ex-secretário da Fazenda, Paulo Câmara, ganhou mais reforço em sua campanha. Durante congresso da Nova Central Sindical, ontem (05), no Recife, a entidade anunciou apoio a Paulo Câmara, apadrinhado político do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB).
A Nova Central Sindical reúne 68 sindicatos em Pernambuco. No Estado, a entidade é presidida por Israel Torres. Nacionalmente, Calixto Ramos comanda a Central.
Vale a ressalva de que a ponte foi construída pelo vereador do Recife Marco Aurélio Medeiros, que é do Solidariedade, partido que ainda não anunciou apoio a nenhum dos pré-candidatos no Estado.

FÃS FAZEM FILA PARA VELÓRIO DE JOSÉ WILKER NO RIO




O velório do ator José Wilker estava previsto para começar às 23h30 de ontem (5), mas às 22h já havia fila na porta do Teatro Ipanema, na Rua Prudente de Morais, em Ipanema, Zona Sul do Rio. O artista, morto aos 67 anos em decorrência de um infarto nesta madrugada, aguardavam ansiosos a chegada do corpo para a despedida e lembravam personagens marcantes do artista. O carro funerário chegou no local às 22h10.

As duas filhas, Isabel e Mariana, e a namorada, Cláudia Montenegro, chegaram por volta das 22h. Entre amigos e colegas de profissão, estão os atores Toni Ramos e Marcelo Serrado. "Não há muito o que falar. É um momento de muita dor, de muita tristeza", disse Serrado. "É muito difícil você falar com uma pessoa às 13h e combinar de conversar de novo depois e receber uma notícia dessa."
Infarto fulminante
Wilker morreu na madrugada de ontem (5), aos 67 anos, após sofrer um infarto fulminante na casa de sua namorada, também em Ipanema. A cerimônia, aberta ao público, só termina às 15h deste domingo (6). Em seguida, às18h, ele será cremado no Memorial do Carmo, no Caju, Zona Portuária, em evento só para amigos e familiares.
Wilker ficou ficou conhecido por trabalhos marcantes em novelas como "Roque Santeiro", em que interpretou o personagem-título, e "Senhora do destino", em que interpretou o bicheiro Giovanni Improtta. No cinema, fez filmes como "Bye bye Brasil" e viveu o Vadinho de "Dona Flor e seus dois maridos".
A última noite de José Wilker, na sexta-feira (4), foi trabalhando. Ele estava dirigindo um espetáculo que tem previsão de estreia para junho e que tem no elenco o ator Ary Fontoura, que passou essa sexta-feira junto com o ator. “Ele estava magnificamente bem. Estava apressando o trabalho porque ele precisava fazer uma viagem para América. Na verdade, ele terminou a direção dele neste dia”, disse Ary, neste sábado.Sua última participação em novelas foi em 2013, em "Amor à vida", de Walcyr Carrasco, no papel do médico Herbert. Em 2012, ele foi o coronel Jesuíno no remake de "Gabriela", baseada no livro "Gabriela Cravo e Canela",  de Jorge Amado. Na versão original, exibida em 1975, havia feito Mundinho Falcão. Na TV Globo, participou de quase 30 novelas. Com Lima Duarte, dividiu cenas inesquecíveis.
“Ele abre um buraco no meu coração, na minha vida. Difícil de ser preenchido. Mas resta-me saber que sobre a argila há de sobrar sempre aquele humor, aquele glamour, aquela graça que vocês podem constatar vendo em todas as cenas que eu fiz com ele”, revelou Duarte.

Com Mauro Mendonça, ele dividiu Dona Flor. “Sempre firme no papel e era muito divertido no Dona Flor. Eu tive episódios realmente muito engraçados. Ele partiu mas deixou a amizade e a lembrança dos amigos e a sua obra, seu trabalho”, afirmou. A amiga Betty Faria falou sobre o bom humor do amigo. “Um humor, uma cultura, uma solidariedade. Momentos difíceis, ele estava ali. Um amigão”, Betty Faria.
Começo
José Wilker de Almeida nasceu em Juazeiro do Norte no dia 20 de agosto de 1946 e se mudou com a família, ainda criança, para o Recife. A mãe, Raimunda, era dona de casa, e o pai, Severino, caixeiro viajante.
O primeiro trabalho de Wilker foi com apenas 13 anos, como figurante no teleteatro da TV Rádio Clube, do Recife. "Ficava por ali aguardando alguma ponta", lembrou ele em depoimento ao site Memória Globo. A aparição inicial foi como cobrador de jornal na peça "Um bonde chamado desejo", de Tennessee Williams.
Sua carreira no teatro começou no Movimento de Cultura Popular (MCP) do Partido Comunista, onde dirigiu espetáculos pelo sertão e realizou documentários sobre cultura popular. Em 1967, Wilker se mudou para o Rio para estudar Sociologia na PUC, mas abandonou o curso para se dedicar exclusivamente ao teatro.
Em 1970, após ganhar o prêmio Molière de Melhor Ator pela peça "O arquiteto e o imperador da Assíria", foi convidado pelo escritor Dias Gomes o para o elenco de "Bandeira 2" (1971), sua primeira novela. Seu personagem foi Zelito, um dos filhos do bicheiro Tucão (Paulo Gracindo).
"Eu fazia teatro há dez anos, não tinha nada. Uma semana depois de estar no ar, eu era um cara com uma conta no banco, identidade, residência fixa e reconhecimento na rua. A resposta era muito imediata, intensa. Acabei gostando", afirmou Wilker ao Memória Globo.
Ele interpretou o seu primeiro papel principal na TV em 1975: foi Mundinho Falcão em "Gabriela", adaptação de Walter George Durst do romance de Jorge Amado, um marco na história da teledramaturgia brasileira.
Personagens conhecidos
Wilker tem em seu currículo personagens memoráveis, como o jovem Rodrigo, protagonista da novela "Anjo mau" (1976), de Cassiano Gabus Mendes.
Em 1985, viveu Roque Santeiro, personagem central da trama homônima escrita por Dias Gomes e Aguinaldo Silva. Em 2004 interpretou o ex-bicheiro Giovanni Improtta, de "Senhora do destino", de Aguinaldo Silva, um personagem com diversos bordões como “felomenal” e “o tempo ruge, e a Sapucaí é grande”.
O artista dirigiu o humorístico "Sai de baixo" (1996) e as novelas "Louco amor" (1983), de Gilberto Braga, e "Transas e caretas" (1984), de Lauro César Muniz. Durante uma rápida passagem pela extinta TV Manchete, acumulou direção e atuação em duas novelas: "Carmem" (1987), de Gloria Perez, e "Corpo santo" (1987), de José Louzeiro.
Apaixonado pelo cinema, o ator participou de filmes como "Xica da Silva" (1976) e "Bye bye Brasil" (1979), ambos de Cacá Diegues, "Dona Flor e seus dois maridos" (1976) e "O homem da capa preta" (1985).  Fez ainda o personagem Antônio Conselheiro em "Guerra de Canudos" (1997), de Sérgio Rezende. Além disso, foi diretor-presidente da Riofilme.
Wilker também se destacou em minisséries como "Anos rebeldes" (1992), de Gilberto Braga; "Agosto" (1993), adaptada da obra de Rubem Fonseca; e "A muralha" (2000), escrita por Maria Adelaide Amaral e João Emanuel Carneiro.
Em 2006, interpretou o presidente Juscelino Kubitschek na minissérie "JK", de Maria Adelaide Amaral e Alcides Nogueira. O artista ainda escreveu textos para revistas e jornais e comentou a cerimônia do Oscar durante vários anos, para a TV Globo e para a GloboNews.
José Wilker deixa duas filhas. Mariana, com a atriz Renée de Vielmond, e Isabel, com a também atriz Mônica Torres. No Facebook, Isabel escreveu uma declaração para o pai e agradeceu as mensagens de apoio: "Só tenho amor, muito amor, e agora saudades, sempre. Obrigada a todos pelo carinho", postou, junto com uma foto.

IGREJA CATÓLICA ARGENTINA BATIZA FILHA DE LÉSBICAS


A Igreja Católica argentina batizou ontem (5) a filha de um casal de lésbicas em uma cerimônia que teve como madrinha a presidente Cristina Kirchner. Foi o primeiro evento desse tipo no país, visto como um gesto de abertura da instituição conduzida pelo papa Francisco.
Nascida em janeiro depois de ser concebida por fertilização assistida, Umma recebeu o sacramento na Catedral de Córdoba com autorização do arcebispo Carlos Ñáñez e teve como madrinha aquela que mais apoiou a lei que permitiu o casamento entre Carina Villarroel (32 anos) e Soledad Ortiz (28) em 2013.
Kirchner não compareceu à cerimônia e enviou em seu lugar um funcionário do governo. "Ela deixou uma mensagem social muito grande ao aceitar o convite", afirmou Carina à France Presse.
Papa Francisco
Embora existam antecedentes em outros países, o fato é inédito para um casal de lésbicas na Argentina, terra natal do papa Francisco, que, como arcebispo de Buenos Aires, opôs-se ao matrimônio homossexual, embora tenha defendido a concessão do batismo sem distinções em um país com 75% de católicos.
"Isto marca um precedente. A Igreja abriu uma porta muito grande depois de tanta luta e discriminação", disse Carina.
Desde que foi eleito papa em 2013, Francisco promoveu um amplo debate sobre a família contemporânea e convocou dois sínodos (assembleias de bispos) para 2014 e 2015.
Temas tabu para a Igreja, como o casamento entre pessoas do mesmo sexo, as uniões de fato, o aborto, a adoção por casais homossexuais, a comunhão de divorciados e o controle da natalidade estão em um questionário enviado aos bispos de todo o mundo, o que permite prever decisões a respeito desses temas.

DATAFOLHA: DILMA TEM 38%, AÉCIO, 16%, E EDUARDO CAMPOS, 10%


Pesquisa Datafolha divulgada ontem (5) pelo site do jornal "Folha de S.Paulo" indica que a presidente Dilma Rousseff (PT) teria 38% das intenções de voto e venceria no primeiro turno caso a eleição fosse hoje e ela tivesse como adversários o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) e mais oito candidatos de partidos menores.
Nesse cenário, Aécio teria 16% das intenções de voto, e Campos, 10%. Somados, os oito candidatos de partidos menores alcançariam 6%. Votos em branco ou nulos seriam a opção de 20%. Os outros 9% responderam que não saberiam em quem votar.
O Datafolha entrevistou 2.637 pessoas em 162 municípios nas últimas quarta (2) e quinta (3), com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

sábado, 5 de abril de 2014

MORRE O ATOR JOSÉ WILKER

FolhaPE


O ator, diretor e crítico de cinema, José Wilker, de 66 anos, morreu na manhã deste sábado (5). De acordo com as primeiras informações, ele teria sofrido um infarto fulminante na casa onde ele morava, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O primeiro filme de Wilker foi em 1965, "A Falecida".

A última aparição pública de José Wilker foi no evento "Vem Aí", exibido na última quinta-feira (3).
Um dos artistas mais atuantes da televisão e do cinema brasileiros, Wilker pôde ser visto recentemente na novela "Amor à vida" como o médico Herbert.

A carreira no cinema do ator também foi bastante extensa, o que lhe garantiu conhecimento e respaldo para participar de coberturas de eventos como as do Oscar. José Wilker começou a carreira como locutor de rádio no Ceará, onde nasceu, e se mudou para o Rio de Janeiro aos 19 anos.

sexta-feira, 4 de abril de 2014

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL VAI ABRIR NOVO CONCURSO COM 216 VAGAS

CorreioWeb


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) terá um novo concurso público com a oferta de 216 vagas que será aberto em breve. De acordo com extrato de dispensa de licitação, publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira (4), o concurso ofertará oportunidades para o cargo de agente administrativo (nível médio).

A banca organizadora do certame já foi definida e será a Fundação Carlos Augusto Bittencourt (Funcab). A seleção, autorizada em dezembro do ano passado, tem o objetivo de substituir totalmente os trabalhadores terceirizados da PRF. Segundo o DOU, o prazo de publicação do edital é de até seis meses, ou seja, até junho de 2014.

FERNANDO BEZERRA COELHO CRAVA QUE VENCERÁ JOÃO PAULO

Blog da Folha

Confiança. Essa talvez seja a melhor palavra para definir o espírito do ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB) para a disputa pelo Senado. Em entrevista à Rádio Folha FM 96,7, no Recife, o socialista cravou que vencerá o deputado federal João Paulo, provável indicado pelo PT para a vaga. “Já vencemos o PT em 2012 ( na eleição do Recife, com Geraldo Julio/PSB) e vamos vencer de novo”, disparou o ex-auxiliar da presidente Dilma Rousseff (PT).

O otimismo de FBC se fundamenta na alta aprovação popular do governador Eduardo Campos. “Cerca de 70% dos pernambucanos querem a continuidade do que está aí”, frisou o ex-ministro, completando: “Será a disputa do que está dando certo contra o que a população não quer mais”.

Fernando Bezerra Coelho também destacou que a avaliação do prefeito Geraldo Julio também deverá pesar favoravelmente para a chama da Frente Popular.

E, questionado sobre o desconhecimento da figura do postulante da base governista ao comando do Palácio do Campo das Princesas, o secretário Paulo Câmara, FBC ressaltou que o correligionário tem sido bem recepcionado na andança que a chapa tem realizado pelo Interior do Estado.

Contudo, o ex-ministro reconheceu que o candidato da Frente Popular precisa conquistar o eleitorado, demonstrando que tem condições de avançar além das conquistas do Governo Eduardo Campos.

SENADOR ACUSA O DATAFOLHA DE TER SIMPATIA PELO PSB

Blog de Inaldo Sampaio

Sob o título “Papo de tucano”, a colunista de política do jornal “O Estado de São Paulo”, Dora Kramer, publicou hoje (4) a seguinte nota:

A conversa no jantar na casa do senador Cássio Cunha Lima, quarta-feira, em Brasília, era a próxima pesquisa Datafolha, cujo campo foi iniciado no dia seguinte à apresentação da propaganda de televisão do candidato do PSB, Eduardo Campos. O anfitrião levantou-se e disse aos companheiros de PSDB:

“Essa coincidência é reincidente”. De acordo com seus apontamentos, no ano passado o instituto entrou em campo nos dias 11 e 12 e outubro, logo após o término das inserções do PSB. Naquela pesquisa, Campos teve 15%, seu melhor índice. Na seguinte, caiu para 11%. O desejo dos tucanos é que o Datafolha tivesse esperado as inserções de Aécio Neves marcadas para a próxima terça-feira.

EMOCIONADO, EDUARDO AGRADECE CARINHO DO POVO PERNAMBUCANO

Blog do Magno Martins
Diário de Pernambuco


Cercado de familiares, amigos e integrantes do primeiro escalão estadual, o governador Eduardo Campos (PSB) participou de uma missa de ação de graças na manhã desta sexta-feira (4), na Matriz de Casa Forte. A celebração foi o primeiro evento da despedida do socialista, que administrou o estado durante sete anos e três meses. À tarde, ele transmite o cargo para o vice João Lyra Neto (PSB), em solenidade no Palácio do Campo das Princesas.

Bastante emocionado, Eduardo disse que a missa, celebrada pelo padre Edwaldo Gomes, foi para agradecer o período em que foi governador do estado e pedir forças para a disputa presidencial.


O governador renunciou ao cargo na noite de ontem para disputar a Presidência da República nas eleições deste ano. "É um dia especial, onde a gente conclui uma etapa da nossa caminhada e vamos começar outra. Como ao longo de todos esses sete anos e três meses, sempre pedi a Deus que me desse força, tranquilidade, capacidade de ouvir, de juntas as boas pessoas e fazer muita coisa boa, sobretudo aos que mais precisam, hoje vim agradecer a Deus pela oportunidade, discernimento que Ele nos deu e dizer a Ele que vamos continuar essa jornada".

Eduardo foi surpreendido por uma homenagem dos filhos e foi às lágrimas quando seu terceiro filho, Pedro, cantou a música “Faz um milagre em mim”, de Régis Danese. A letra fala sobre a passagem bíblica em que Zaqueu, para ver uma pregação de Jesus, precisou subir numa árvore por causa da baixa estatura. O gesto chamou a atenção de Jesus, que o abençoou.

"Os filhos, quando a gente cuida deles com amor e ensina a eles com exemplo, eles vão a cada dia nos superando. Dou graças a Deus aos filhos que tenho com Renata, de ter ensinado a eles a ter uma vida simples, de fé, de estudo, de respeito ao próximo", afirmou.

Ao fim da celebração, Eduardo Campos disse que está preparado para os próximos desafios. “Acho que, ao longo da vida, fui me preparando esse desafio que vou abraçar agora, que é o maior da minha vida. Mas vou fazer com muita humildade, tranquilidade e com disposição, como sempre fiz tudo na vida e estou confiante que nós vamos construir uma bela caminhada e que essa caminhada sirva para o Brasil melhorar", disse.

SERTANEJO DINO FRANCO É ENCONTRADO MORTO EM SUA CASA

UOL


O sertanejo Dino Franco, da dupla Dino Franco e Moraí, foi encontrado morto aos 77 anos por sua irmã em seu quarto nesta sexta-feira (4), em Rancharia, interior de São Paulo. De acordo com a delegacia da cidade, ele chegou a tomar café da manhã, mas voltou a dormir antes da morte.

"Por volta das 11h30 desta manhã, a irmã dele foi chamá-lo para tomar banho e deparou com Dino Franco já morto", informou o escrivão da delegacia, que afirmou que o sertanejo estava doente. A delegacia não soube informar o nome da doença. 

Segundo o Hospital Maternidade de Rancharia, o sertanejo Osvaldo Franco esteve internado no local por alguns dias na semana passada.

Trajetória

Osvaldo Franco, mais conhecido como Dino Franco, nasceu em 8 de setembro de 1936, em Paranapanema, interior paulista. Desde a adolescência, já trabalhava com música em rádios, até se lançar como cantor com o nome artístico de Pirassununga nos anos 40. Lançou discos com quase todas as duplas da qual fez parte: Pirassununga e Piratininga, Pirassununga e Belmonte, e Biá e Dino Franco – esta última união foi responsável por seis LPs de grande sucesso na moda de viola.

Nenhuma dupla prosperou e Dino arriscou carreira solo e se tornou produtor da gravadora Chantecler, até conhecer o músico Mouraí com quem gravou 16 discos até a morte do parceiro em 2005. Dino foi reconhecido, ao lado de Mouraí, como pioneiros na regravação de pérolas do sertanejo de raiz, como "Sertaneja", "A Cachaça e o Fumo" e "A Volta do Caboclo".

JUNTA MÉDICA DA CÂMARA NEGA APOSENTADORIA A JOSÉ GENOÍNO



A junta médica da Câmara criada em 2013 para avaliar a saúde do ex-deputado José Genoino (PT-SP), que renunciou ao cargo em dezembro para evitar abertura de processo de cassação contra ele, decidiu na última quarta-feira (2) negar a solicitação de aposentadoria integral do ex-parlamentar. A informação foi divulgada pela Câmara nesta sexta-feira (4). Genoino sofre de problemas cardiovasculares.

Condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) no julgamento do mensalão, Genoino cumpre pena de 4 anos e 8 meses por corrupção ativa. Ele foi preso em novembro de 2013, mas atualmente, por razões de saúde, cumpre pena em regime domiciliar provisório.


Em novembro do ano passado, os médicos da Câmara deram licença de 90 dias para o petista por considerarem que o quadro clínico dele não era grave o suficiente para a concessão de aposentadoria, conforme pedido feito por ele em setembro. No entanto, ficou pendente uma decisão definitiva da junta médica da Casa a partir de exames periódicos feitos no ex-parlamentar nos últimos meses.

De acordo com o laudo conclusivo dos médicos da Câmara, o ex-deputado “não apresenta, no momento, a entidade médico-pericial ‘Cardiopatia Grave’ que resulte em incapacidade laborativa definitiva (invalidez)”.

O documento informa que a análise se baseia em exames médicos complementares que foram solicitados a Genoino, com base no Manuela de Perícia Oficial em Saúde do Servidor Público e em diretriz da Sociedade Brasileira de Cardiopatia.

Em 11 de fevereiro, a Junta Médica fez os últimos exames presenciais em Genoino para verificar se houve melhora ou piora em seu quadro de saúde desde novembro, mas acabou solicitando novas avaliações médicas. Com o laudo definitivo, o pedido de aposentadoria será arquivado.

Com base no parecer da junta médica da Câmara, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, vai decidir se mantém ou não a prisão domiciliar provisória concedida ao ex-deputado em razão do estado de saúde.


Se tivesse a aposentadoria concedida, Genoino receberia salário integral de deputado, que atualmente é de R$ 26,7 mil. Apesar de ter renunciado ao mandato, ele recebe hoje remuneração de R$ 20 mil, porque já possui uma aposentadoria proporcional por tempo de serviço pelo Legislativo.

PROCON-RJ SUSPENDE VENDA DE OVO DE PÁSCOA POR INCENTIVO AO BULLYNG



O Procon Estadual do Rio de Janeiro, por meio da Defesa do Consumidor (Seprocon), suspendeu a venda dos ovos de páscoa Bis Xtra + Chocolate, da Lacta, na última quarta-feira (2). A venda foi interrompida, de acordo com o órgão, por considerar que o produto incentiva o bullying. Na embalagem, há a sugestão para que o cliente "sacaneie seu amigo" utilizando adesivos. Entre eles, "morto de fome", "nerd" e "nervosinho".
“A Páscoa possui uma mensagem de paz e confraternização e esta campanha manda sacanear os outros? Quem elaborou essa campanha é sem noção”, disse a secretária de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos.
De acordo com o Procon-RJ, o processo foi aberto depois de críticas feitas por consumidores em redes sociais.

PT PEDE AO TSE QUE MULTE EDUARDO CAMPOS POR PROPAGANDA ANTECIPADA


O Partido dos Trabalhadores em Pernambuco pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que aplique multa entre R$ 5 mil e R$ 25 mil ao governador do estado, Eduardo Campos (PSB), por propaganda eleitoral antecipada.
Pelas regras da Justiça Eleitoral, a propaganda de cunho eleitoral só é permitida a partir do dia 6 de julho.
A representação foi protocolada ontem (3) e divulgada pelo TSE nesta sexta (4). O relator da ação é o ministro Humberto Martins.
O PT argumenta que um jornal do estado publicou, em março deste ano, propagandas que exaltam a imagem pessoal do governador e apontam as realizações políticas "pedindo implicitamente votos e referindo-se ao atual governador como exemplo de gestor, projetando-se a sua ascensão política em nível nacional com a pré-candidata Marina Silva".
O partido cita que o jornal apontou que "os altos índices de aprovação credenciaram o pernambucano a candidatar-se à Presidência da República".
Questionado sobre o tema, Eduardo Campos disse que não sabia da ação do PT.   "É assunto de advogado, nem sei disso", afirmou o governador, que deixou o cargo nesta sexta (4) para participar da disputa eleitoral.

ALIMENTOS DA DIETA DOS DIABÉTICOS E HIPERTENSOS PODEM FICAR MAIS BARATOS



Os alimentos que fazem parte da dieta dos diabéticos, hipertensos e cardíacos podem ficar mais baratos. Um projeto de Lei aprovado na comissão de Assuntos Sociais do Senado prevê a isenção de impostos sobre a produção dos alimentos conhecidos como in natura. Quando passar a valer, a medida vai livrar a produção dos alimentos com restrição de carboidratos, gorduras, proteínas e açucares, do pagamento da Confins e do PIS/PASEP. O senador Paulo Darvim, do PV do Rio Grande do Norte, espera que o projeto ajude a diminuir os custos dos portadores de doenças crônicas com alimentação.

O projeto de Lei que cria a isenção de impostos sobre a produção de alimentos in natura segue para análise da comissão de Assuntos Econômicos, antes de ser votado no plenário do Senado.

GARIS PODEM TER JORNADA DE TRABALHO REDUZIDA



Os coletores de lixo podem ter a jornada de trabalho reduzida de 44 para 36 horas semanais. Um projeto de Lei aprovado na comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, prevê que os garis, motoristas de caminhões coletores e varredores de ruas passem a trabalhar seis horas por dia. Quando passar a valer, a medida vai garantir que os salários e benefícios não sejam alterados devido a mudança na carga horária de trabalho. Para o autor do projeto, deputado Federal, Roberto Santiago, do PSD, de São Paulo, o projeto vai contribuir para preservação da saúde dos coletores de lixo.

O projeto de Lei que cria nova carga horária de trabalho para os coletores de lixo segue para análise no Senado, antes de passar a valer.